Poesias, assim como crianças são dádivas de Deus.

A alquimia da vida presentes em meus atos.

"Deus tudo perdoa, o homem pode até perdoar. Mas, a mãe Natureza, jamais perdoará o que fizermos."

Textos


Sombriamente a vida me fez no destino que carrego
Não nego o que vivi,
Ou o que sofri.
Apenas estou aqui para um novo aprendizado.
Antes como druída construia a minha vida de maneira única,
Hoje transformada, trago do passado um amor à Natureza,
E, nessa certeza a busca de minha liberdade.
Como se eu pudesse ouvir a cada ser da mesma,
A sua dor,
Os rios que hoje estão envenenados, e a mata desaparecendo.
A dor da vida se perdendo.
Então, vejo no século XXI, pessoas com tanta tecnologia,
Mas sem educação, jogam lixos em qualquer canto,
Não utilizam a transformação.
E, então, condenam a Natureza por se manifestar.
Mas, quem vem errar é o ser humano, animal que é racional,
Mas se torna perdido perante a força da Natureza.
A beleza que se filtra e a vida que se parte.
O próprio homem se condena.
Teka Castro
Enviado por Teka Castro em 23/01/2018
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
e mail: alegabema@gmail.com