Poesias, assim como crianças são dádivas de Deus.

A alquimia da vida presentes em meus atos.

"Deus tudo perdoa, o homem pode até perdoar. Mas, a mãe Natureza, jamais perdoará o que fizermos."

Textos


Refúgio
Num recanto onde a brisa suave desliza sobre minha pele,
Ouvindo o canto dos pássaros, saindo da correria,
Do dia a dia, que atordoa, desafia, e imprigna a vida.
Refugiar-me num canto qualquer, 
Ser menina ou mulher,
Aprendiz da natureza.
Ver a beleza de minh'alma.
Onde o canto do movimento das folhas das árvores,
Me converte a perfeição divina.
Sou um ser que atua em tua liberdade,
Na busca da felicidade.
Sou um sonho composto por amor,
Expor meu eu, aqui agora, onde for.
Na criação do meu tempo,
O meu pensamento aprendiz,
Meio século tentando curar a velha e doce cicatriz.
Mas ainda voltarei,
Bem sei que meu aprendizado ainda deve ser seguido.
Meu coração partido, sonha, sofre, compõe.
E, meu espírito de vanguarda, guarda desafios,
No mundo vazio que hoje temos.
E, meu refúgio é para melhorar minha convivência.
Experiência do passado, algo acumulado.
E, ainda sonho em ser feliz!!!


A todas as pessoas que lerem esse poema, aos amigos do face, aos meus familiares, e a Deus sobre todas as coisas.
Téka Castro.
SP 5 de julho de 2017. 16:10h. Paz e bem.
Teka Castro
Enviado por Teka Castro em 05/07/2017
Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
e mail: alegabema@gmail.com