Poesias, assim como crianças são dádivas de Deus.

A alquimia da vida presentes em meus atos.

 

"Deus tudo perdoa, o homem pode até perdoar. Mas, a mãe Natureza, jamais perdoará o que fizermos."



Textos


De repente, engatinhei nas veredas das letras.

O a,b, c, d, me conquistou.

Uniu-me ao amor pelos números,

E, agora cá estou galgando novos espaços.

Traços, riscos, rabiscos,

Do dia para noite conquistei suadamente.

Não foi fácil.

A vida de um escritor,

Observar uma boa história,

Contar a sua maneira.

Até às vezes, escrever besteira.

Seguir por rumos infinitos,

Ter paciência, 

Compartilhar Ciências,

E, na exatidão de Deus,

Ser um ponto no infinito.

Assim, sou eu.

Busco Deus em minhas letras, 

Nas paredes nuas do meu quarto.

Reflito sonhos,

Componho esperanças, 

E, desde criança, resumo meus dias em deveras poesias.

 

Téka Castro.

 

São Paulo, 06 de julho de 2022.

 

Teka Castro
Enviado por Teka Castro em 06/07/2022
Copyright © 2022. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários


 
Site do Escritor criado por Recanto das Letras
e mail: alegabema@gmail.com