Poesias, assim como crianças são dádivas de Deus.

A alquimia da vida presentes em meus atos.

 

"Deus tudo perdoa, o homem pode até perdoar. Mas, a mãe Natureza, jamais perdoará o que fizermos."



Textos


Dia cinco de junho,

Dia Mundial do Meio Ambiente,

E, da conservação da gente.

Guilherme Arantes já retratou nosso Planeta.

E, nós cismamos em destruir as nascentes.

Poluímos os rios,

Sufocamos o ar atmosférico,

Extinguimos animais.

E, queremos mais tecnologia,

Queremos mais, não só diamantes de sangue,

Mas os componentes minerais para sustentar nossa ambição.

Somos os seres mais imperfeitos que o Criador fez.

Destrímos nossas vidas a cada poluente jogado nos rios.

A cada acúmulo de resíduos jogados.

Nós queremos casas, mas destruímos as demais,

Destruímos casas dos nossos irmãos animais.

Discutimos em cúpulas,

Mas, não praticamos a vida.

Matamos por prazer nossa própria espécie.

Disseram que racionais  somos,

Mas,  compomos a fúria da própria Vida.

Queremos  o que para o futuro,

Nós destruíndo cada dia mais?!!!

 

5/6/ - Dia Mundial do Meio Ambiente.

 

São Paulo, 04 de junho de 2022.

17h  e  44 minutos.

Sábado.  Outono. Temperatura gostosa.

Ouvindo Boas recordações

 

 

Teka Castro
Enviado por Teka Castro em 04/06/2022
Copyright © 2022. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários


 
Site do Escritor criado por Recanto das Letras
e mail: alegabema@gmail.com