Poesias, assim como crianças são dádivas de Deus.

A alquimia da vida presentes em meus atos.

 

"Deus tudo perdoa, o homem pode até perdoar. Mas, a mãe Natureza, jamais perdoará o que fizermos."



Textos


De repente, recordações a serem tocadas por aí.

Sentimentos onipresentes,o coração sendo testado.

O tempo de quase 40 anos atrás.

Amizades imperfeitas, de uma vida cheia de sonhos.

Hoje componho o medo.

Meu segredo, é que meu corpo envelheceu,

A mente não.

Mimada, criança que sonha.

Que debruça no horizonte o olhar.

A madrugada vazia,

A saudade de menina.

Dos sonhos...

Do primeiro amor,

Hoje parece que tudo se transformou.

A vida escapou, e eu não vivi.

E, hoje ainda com a poesia do amor,

A luz do meu próprio olhar,

Se acende em esperanças, daquele tempo,

Onde o sentimento era mais vivido.

Mais livre,

Mais romântico.

Tardes de  amizades, 

A saudade deixou um passado tão presente,

Que lembrei-me de tantas coisas tão vividas...

Hoje apenas no subconsciente,

Nas memórias presentes, 

E, que você já me esqeceu.

São Paulo, 04 de junho de 2022.

Teka Castro
Enviado por Teka Castro em 04/06/2022
Alterado em 04/06/2022
Copyright © 2022. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários


 
Site do Escritor criado por Recanto das Letras
e mail: alegabema@gmail.com