Poesias, assim como crianças são dádivas de Deus.

A alquimia da vida presentes em meus atos.

"Deus tudo perdoa, o homem pode até perdoar. Mas, a mãe Natureza, jamais perdoará o que fizermos."

Textos


Alexia Cristina
 
Filha, minha primogênita querida, não sei o por que brigamos tanto, mas, te digo de coração aberto, o que ocorreu quando de ti grávida estava.
Em 1997, fiquei grávida sim, mas depois de sete semanas e quatro dias, alguém espontaneamente perdi, viescorrer pela vagina, na hora que fui fazer xixi no Hospital  Nossa Senhora de Lourdes ( Atual São Luís). Sofri muito. E, médicos pediram para pelo menos um ano eu não tentar engravidar.
Mas, Deus sabe o que faz e a gente desconhece os mistérios que Ele tem, pois, bem engravidei, e antes mesmo de qualquer ultrassonografia, sabia por intuição que era um casalzinho lindo que se evoluiam em meu ventre. Um tinha o cabelo lisinho e o outro encaracoladinho, um tinha gosto mais doce e o outro coisas salgadas. Mas, vocês se apressaram em vir a este mundo, e no dia 29 de dezembro, horário de verão, lá estava eu com vocês no Hospital Santa Joana, no Paraíso, próximo à Paulista, e os médicos numa cesárea precisa pois eu estava em pré eclâmpsia, tiveram que realizar, e você e o Gabriel, vieram e eu a escrever e lembrar, meus olhos lacrimejam, pois passa um filme em minha mente.
Você, minha princesa ficou dezessete dias entre UTI e semi intensiva, e o Gabi quarenta e sete dias...
Vi muitas coisas nos momentos que podia visitá-los, e acariciá-los, e vocês lutaram muito, e a cada kilograma que adquiriam eu a Deus agradecia.
Filha, você é uma bênção e eu não posso deixar de dizer isso, agradeço a Cristo por você exister e muito me ensinar, mas mesmo nos nossos conflitos de gerações, nossas brigas, lembre-se sempre sou sua melhor amiga.
Fico às vezes chateada sim, pois DEUS, ao mesmo tempo que me deu, ou melhor me emprestou duas jóias raras, Ele levou, tomou de volta o Gabriel, após dois anos dez meses, ... É triste ver você e não ver o Gabi. Mas, sei que ele é o anjo que te cuida e que te protege de tudo nesse mundo filha minha.
Filha, você é especial, e agora na tua "maioridade" para o mundo, pois para mim é a minha bebê ainda, quero te ensinar ainda muito mais, desejar-te paz e mostrar que o mundo é cruel, amigos não são fiéis, passam muitas vezes, mas mãe e pai estão sempre ali para proteger, para dar a mão, para mostrar o mundo como é.
Filha você, Alexia Cristina é um dos melhores presentes que ganhei/emprestei de Deus e vai ser duro te perder.
Filha, assim, como amo teus irmãos, a amo e admiro muito, você é minha princesa, obra prima do Criador da vida.
 
 
Poesia Manuscrita em 19/7/2017. 
Hoje dia 5/2/2020 - transcrita para esse site.
Alexia Cristina tem o dom de bailar, por isso jamais desista dos palcos, você é uma bailarina incrível! Te amo.
Deus te abençõe minha princesa.
Mamãe.
Teka Castro, mãe, professora e escritora.
Obrigada aos leitores, aos médicos dos hospitais envolvidos, e aos meus familiares. Aos meus compadres: Fancisco e Célia Campos - Padrinhos da Alexia, Angela Maria Brasília Henriques e João Marcos G Mendes - padrinhos do Gabriel.
Grata por tudo.
Deus os abençoe.
Teka Castro
Enviado por Teka Castro em 05/02/2020
Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
e mail: alegabema@gmail.com