Poesias, assim como crianças são dádivas de Deus.

A alquimia da vida presentes em meus atos.

"Deus tudo perdoa, o homem pode até perdoar. Mas, a mãe Natureza, jamais perdoará o que fizermos."

Textos


Filhos queridos
 
O mundo com o livre arbítrio, muitas vezes só clama a mim nas horas difícieis, esquece que nas alegres também estou contigo.
O mundo de hoje acovarda tantos perigos, tantos rangeres de dentes.
E, você muitas vezes em seu mundinho computadorizado, sem ouvir a Palavra de seus pais, de seus entes queridos, mas cobra-os pelos presentes não merecidos.
Queridos filhos, venho numa nova era, transportar a vocês, o valor da vida, da Natureza, da Arte, que se faz necessária em toda parte do mundo. 
Venho lembrar-los do valor do estudo, do valor do respeito, do valor dos deveres, e por último o valor dos direitos.
Os deveres devem ser efetuados não com cargas pesadas, mas com alegria, com a certeza de merecer no final do dia, o do labor mensal o soldo vindo com amor.
Sei que sofres e muito devido guerras, que agora se tornaram internetianas, entre os soberanos dos respectivos países, que hoje parece tudo se resolver por tal rede social, que já a muito escrito estava para compor nossos dias atuais.
O Homem em si busca pela paz, e vivencia todos os dias as guerras, em alguns países, homens se acham no poder de tirar a vida da mulher, da criança, mas isso não pode acontecer, o mundo mudou, a Bíblia em seu novo testamento, diz: "Amai-vos uns aos outros como eu vós amai"; "Amai ao próximo como a si mesmo." Então, não entendo o que há no mundo. Muitas drogas? Muitos pré conceitos, muita covardia?
O Pai Eterno, seja Ele a denominação que for: Jeová, Iavé, Emmanuel, Oxalá, Cristo, Alá, Senhor, não dá ao homem o poder de tirar a vida, nem de si mesmo, que é um ato covarde, e a dos demais. Vivam, filhinhos em Paz, vivam com plentitude. Atitudes devem ser mudadas, e enfim a Vida mais valorizada.
Filhinhos, prestem atenção à essas palavras, e as respeitem de todo coração.
Filhos amados, orem pelos inocentes mortos nas guerras bioterroristas, orem por inocentes dos países dos filhos de Abraão, Ismael, filho da serva de Sara, e Isaque, pai das dozes tribos de Israel, mas após a morte de Sara, Abrão casou-se novamente e teve outros filhos (  Após a morte de Sara, o patriarca Abraão casou-se com Quetura e teve concubinas com quem teve outros filhos, porém nenhum deles se tornou herdeiro de Abraão, pois o mesmo os despediu ainda em vida, apenas com presentes (Gn.25:1-6).), sendo assim, os conflitos são desde essa época, porém as nações são filhas de um único pai terreno: Abrão, e de um Pai Divino, o Senhor, Alá, Iavé. 
Que mudemos nossas posturas, e aumentemos nossa fé.
As tribos devem voltar a se unir, e não segregar-se.
Todos são filhos.
E, a Terra é o lugar onde todos devem aprender-se a respeitar e aprender a repensar, e acreditar que a paz só é possível a todos que se entregam a Deus.
Paz e bem.
 
Rosa Branca.
 
Pseudônomio que utilizava nos primórdios de minha escrita.
Teka Castro.
São Paulo, 7 de janeiro de 2019.
Dia lindo de Sol em São Paulo, região sul da cidade.
Hemisfério Sul: Verão.
Sites de pesquisa:
Teka Castro
Enviado por Teka Castro em 07/01/2020
Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
e mail: alegabema@gmail.com