Poesias, assim como crianças são dádivas de Deus.

A alquimia da vida presentes em meus atos.

"Deus tudo perdoa, o homem pode até perdoar. Mas, a mãe Natureza, jamais perdoará o que fizermos."

Textos


Aqui estou compondo um pouco do que sou.
Desperta-me a alma na justiça que procuro.
Tendo a fala no silêncio de meu olhar.
Componho a fantasia na dura realidade.
A verdade que muitos temem e não veem.
O tempo ruge vagamente,
E, num repente vou em busca de novos amigos-poetas.
Um alerta ao meu hipertenso coração
Pulsando pelas minhas próprias angústias,
E, no que custa as atitudes alheias.
Me chateia as pessoas quererem o véu prazer,
E, não olharem ao redor.
Eu quero renascer mais uma vez,
E, cumprir os planos de Deus num único,
Verdadeiro,
Amor.
Quero deixar claro que bens não deixarei aos meus,
Mas a poesia,
A certeza que temos que amar ao Meio Ambiente,
E, nenovar nossas forças,
Semear sementes de paz,
E, buscar por inspirações e 
Aspirações ao longo do tempo.
Não fingir certas coisas,
Ser capaz de atitudes úteis a vida.
E, semear a paz não com meras palavras,
Que muitas vezes causam mágoas,
Mas na atitude de uma vida.
Seguir semeando por Deus,
Pelos irmãos meus,
E, pela vida,
Que renasce em mim mais uma vez.


São Paulo, 8 de fevereiro de 2018.
Ofereço essa poesia a todos meus colegas da educação e das escritas.
Paz e bem.
Com amor podemos mudar ao mundo.
Téka Castro

 
Teka Castro
Enviado por Teka Castro em 08/02/2018
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
e mail: alegabema@gmail.com