Poesias, assim como crianças são dádivas de Deus.

A alquimia da vida presentes em meus atos.

"Deus tudo perdoa, o homem pode até perdoar. Mas, a mãe Natureza, jamais perdoará o que fizermos."

Textos


Amor, aqui estou eu
precisamos conversar
Decidir nossa velhice
Saber o que fazer na ansiedade dos filhos.

Mostrar trilhos novos
E, tentar deixó-los seguir.
Sei amor meu
Que escolhi, e me escolheu.
Que a vida nos deu sonhos,
E, que componos muitas vezes na dor.
Perdemos muito,
Mas, também ganhamos.
Nossas obras-primas estão aí.
E, meu amor é duro deixar partir.
Temos que deixar televisão,
Rádio, celulares (jogos ou não) de lado.
Voltar a sermos namorados
E, acreditar que nossos filhos
Cuidarão de nós na idade avançada.
Mostramos o que pudemos,
E, hoje, meu Edú,
Renovo meus votos conjugais
Sei que faltam tantas coisas,
Fatos, para torná-los ideais.
Mas, digo a ti,
Nos anos vividos
AAprendi a te amar
E, você o homem certo
Que encontrei no deserto da vida,
Teu respeito por mim
E, tua paciência já devo muito agradecer.
E, você, a cada dia
Tenta esconder teus medos
Mas, somos únicos
Não temos segredos
E, Deus está sempre em nós
Quero com minha  rouca voz
Dizer ao mundo, meu esposo querido
Que por mais que recordo do vivido passado,
Agradeço por Deus, ter colocado você do meu lado.
Te amo.

Manuscrita em Primeiro de Fevereiro de 2018.
Transcrita hoje 4/2/2018 para esse recanto.

 
Teka Castro
Enviado por Teka Castro em 04/02/2018
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
e mail: alegabema@gmail.com