Poesias, assim como crianças são dádivas de Deus.

A alquimia da vida presentes em meus atos.

"Deus tudo perdoa, o homem pode até perdoar. Mas, a mãe Natureza, jamais perdoará o que fizermos."

Textos


Aprendendo a compartilhar

Desde que fecundados
Fomos praticamente obrigados
A dividir o mesmo ventre.
Numa jornada de sete meses,
A Mamãe ainda sente...
Cada pontada dos pontapés
De nossos pés que viviam a chutá-la.
Depois prematuramente viemos de uma cesárea complexa
As pressas, pois um de nós, já não respirava.
Ficamos separados por 47 dias,
E, nas tristezas diárias,
Se fez enfim a alegria necessária.
Hoje compartilhamos o amor de mamãe e papai,
Das avós e outros entes.
Afinal somos mais que parentes,
Somos gêmeos irmãos
E, compartilhamos o mesmo coração.

Manuscrita em 12 de outubro de 1999.
Hoje 27/7/2017 - transcrita para o Recanto das Letras.
Dia em que comecei o dia no face citando sobre família,
Há anos Gabi, além de me separar de ti, em matéria, e sei que és uma estrela, me separei de sua madrinha.
Coisa interessante, lágrimas invadem meus olhos.
Hoje você, meu Gabi, brilha no céu, e peço ilumine a Alexia Cristina, tua irmãzinha a brilhar aqui na Terra.
Apenas saudades...
Teka Castro
Enviado por Teka Castro em 27/07/2017
Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
e mail: alegabema@gmail.com