Poesias, assim como crianças são dádivas de Deus.

A alquimia da vida presentes em meus atos.

"Deus tudo perdoa, o homem pode até perdoar. Mas, a mãe Natureza, jamais perdoará o que fizermos."

Textos


Passaram-se dez anos de uma tragédia,
Onde o laudo culpa a falha humana.
Agora não têm como constatar,
Afinal em outro lado junto com mais 197 pessoas,
Estão a meditar.
O Memorial no local em que o avião caiu.
Tardezinha para noite, fria e garoa.
Chuvia finamente,
Mas uma labareda nos pontos de São Paulo.
Calo-me em culpar alguém,
Pois não conheço de manetes ou outros instrumentos,
Mas peço a Deus pelas famílias que cá ficaram,
Choraram a partida de grandes e nobres vidas.
Poucos no depósito da Tam se savaram,
Mas no avião da mesma empresa se foram 
A vida que passou,
Hoje muitas coisas nos aeroportos mudaram,
E, lá num memorial sempre estarão flores depositadas por pessoas emocionadas que perderam seus entes...
Que sigamos em frente, e que tenhamos de Deus a proteção, afinal, somente Ele para nos consolar.
São Paulo, 17 de julho de 2017.

 
Teka Castro
Enviado por Teka Castro em 17/07/2017
Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
e mail: alegabema@gmail.com