Poesias, assim como crianças são dádivas de Deus.

A alquimia da vida presentes em meus atos.

"Deus tudo perdoa, o homem pode até perdoar. Mas, a mãe Natureza, jamais perdoará o que fizermos."

Textos


Em quinze de julho de dois mil e dezessete,
Vi uma cena no jornal ao qual se reflete o País.
Me doeu n'alma ver colegas que estão sem grana,
Enquanto bacanas dos corruptos e bandidos 
Políticos cheios de dinheiro, e conforto.
Basta!
Temos que fazer algo.
Está amargo de engulir.
Logo, logo, se não cuidarmos estará chegando aqui.
Graças que muitos de nós somos solidários,
Somos capazes de doar,
E, nossos colegas funcionários públicos,
Receberam suas cestas básicas,
Um pouco de arroz e feijão.
Mas e aqueles que não conseguiram ficar na fila,
Pegar o pão?
Será que morrerão de fome?
Salários atrasados, mal remunerados, e passando fome,
Isso muito me consome!!!
O que aoconteceu com os valores?
Nossos governantes na Câmara sendo comprados 
E, quanto dinheiro lá rolou,
Enquanto, o funcionário, seja o simples jardineiro,
Ou o professor do Rio de Janeiro, passam fome.
E, a vida se indo, esvaindo por si.
Em São Paulo, sem aumento salarial,
Escolas sem condições de trabalho,
E, muitos agora fragmentados sem assistência médica.
Penso eu como Gil:
"E, agora, José?" O que vamos fazer???
Não sei no que posso ajudar, se não denunciar com minhas palavras amargas, imaturas, loucas....
Pedindo ajuda para a população daqui, dali, para que possamos compartilhar a situação de nossos coegas funcionários do Rio de Janeiro, que já está pensando no Carnaval de 2018, enquanto isso, só mesmo apelando ao Cristo de cada um.
Grata pelo apreço de ler.
Ofereço a todos que os funcionários do Rio de Janeiro que pegaram Cestas Básicas ontem e que estão na lutam para vencer a tudo isso, em especial a senhorinha e ao senhor que deram a entrevista para a repórter da Globo e para Zileide Silva que fez ontem o Plantão do Jornal Hoje.

#jornalhoje
#funcionariospublicosriodejaneiro
#ZileideSilva
São Paulo, 16 de julho de 2017.



 
Teka Castro
Enviado por Teka Castro em 16/07/2017
Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
e mail: alegabema@gmail.com