Poesias, assim como crianças são dádivas de Deus.

A alquimia da vida presentes em meus atos.

"Deus tudo perdoa, o homem pode até perdoar. Mas, a mãe Natureza, jamais perdoará o que fizermos."

Textos


Hoje recordo um passado distante, 
Triste talvez, mas que persiste nas profundezas de minh'alma.
Anjo delicado já existiu em mim,
Hoje o tempo transformou-me em tudo.
Menos no mundo que era há algum tempo atrás.
A Paz se busca por incertezas, 
Mas não sei explicar.
Oxalá! Minh'alma complexa, horas sem nexo, horas algoz,
Horas vítima da própria tormenta.
O pior é que muita gente tenta adentrar ao mais escuro de meu eu.
Mas, o tempo só faz alimentar lembranças que vagueiam,
No subconsciente ainda criança, 
Prestes a descobrir o seu potencial.
Muitos chamarão loucura,
Esquicitices, outros dirão, profeta,
Mas poucos permanecerão junto a alma refleta de grilos.
Os pensamentos devoram e reformam,
Mas no âmago ainda uma menininha solitária quer colo,
Chora.... Pede afago.
Em resumo da vida,
Somente a si próprio pode construir universos.
O tempo passa, deleta como numa tecla qualquer,
A imagem da atual mulher,
Que tem que seguir regras, padrões....
Ficar mascarada e não se aventurar.
A mulher, escrava não sou, mas também a demais guerreira,
Sou como "Nuvem Passageira"
Que vai aonde o vento levar.
Teka Castro
Enviado por Teka Castro em 15/07/2017
Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
e mail: alegabema@gmail.com