Poesias, assim como crianças são dádivas de Deus.

A alquimia da vida presentes em meus atos.

"Deus tudo perdoa, o homem pode até perdoar. Mas, a mãe Natureza, jamais perdoará o que fizermos."

Textos


Final de uma vida fértil para a mulher,
O duro é aguentar as transformações,
Calorões, hormônios em excesso,
E a menstruação que de vez em quando aparece,
Ah, isso eu confesso!
Há mais de seis meses, nem mais me lembrava,
Da tal cólica que em mim dava,
Da tal irritabilidade e dor de cabeça,
Mas, veja só lá estava ela,
A manchar o absorvente diário de uma cor amarela,
E, então a dor pélvica instalada.
E, numa sensação qualquer, novamente, a menstruar,
E, sem contar da irritação que é meu comum,
Estava a aumentar.
Coisa engraçada para mulher,
Essa tal de menopausa,
Derruba organicamente,
Ou seja, a mulher, aparentemente frágil,
Têm n hormônios,
Os pré-menstruais, gestacionais, e outros,
E, muitos homens não aguentam nem metade disso,
Por Cristo, não é tirando não,
Mas se a maioria de todos os homens que realmente querem serem mulheres passarem por tudo isso, aí sim é f..., mas, só o glamour do sexo.
Sinceramente não aprovo não.
Desculpe a sinceridade, mas se todos passarem pelas questões hormonais que a mulher passa,
Aí sim.
Bem, voltando ao tema, a mulher já com n hormônios vistos, seus conflitos, suas neuras, e ainda se preocupar de uma maneira única para que a vida aconteça.
Bem, ofereço esse texto ao meu esposo que me aguenta de n maneiras, e a todas as mulheres que estão nessa fase hormonal e que sofrem em silêncio a suas maneiras. Um grande ósculo a todas.

Dia 11/7 - DUM.
São Paulo, 12 de julho de 2017.
Im memoriam tio José Henriques.
Teka Castro
Enviado por Teka Castro em 12/07/2017
Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
e mail: alegabema@gmail.com