Poesias, assim como crianças são dádivas de Deus.

A alquimia da vida presentes em meus atos.

"Deus tudo perdoa, o homem pode até perdoar. Mas, a mãe Natureza, jamais perdoará o que fizermos."

Textos


Bom dia! Caros leitores,do meu humilde escrito, peço a atenção a essa leitura.
Poderia citar apenas o prefeito da cidade na qual eu vivo, que é São Paulo, mas como também sou funcionária pública, professora, dependo do Hospital do Servidor Estadual, conhecido como IAMSPE, que também está igual a questão de saúde, muito doente. E a demanda é extremamente enorme a ponto que muitas vezes passamos 6 horas para sermos atendidos e quando o somos passamos menos de um minuto com o médico. Não consigo entender essa lógica.
Aqui em São Paulo, foi criado o tal corujão da saúde, onde os pacientes eram atendido a noite, de madrugada e hospitais particulares para realização de exames, eu mema tive que levar minha filha da Vila Missionária ao Tucuruvi, para realizar um procedimento chamado ultrassom, e sem contar, que graças a Deus no dia não estava a chover, pois, se tivesse, pobre de nós pecadores!!!Ficaríamos na chuva sem dó e nem piedade. O lugar não tinha uma estrutura para abrigar a longa fila que ali estava, sem contar de uma senhora que por esperteza passou na frente de muitos. Foi uma longa manhã, para mim e para Alexia que teve que ir em jejum. E ao pedir a declaração, não tinha nem sequer o nome da Avenida e o número, só o emblema da prefeitura, mas para quem quiser conhecer, fica na Av. Tucuruvi, 808, após saída do metrô. 
Bem, voltemos a falar sobre a questão da saúde, meu Deus, hoje no Bom Dia São Paulo, um hospital pediátrico demora, pasmem na madrugada, para ser atendidas as crianças, ficam lá num período de seis horas.Meu Deus! Até quando isso???
Hoje o Emmanuel, meu filho do meio, estava com dor de ouvido, levei-o ao AMA da Vila Missionária, em frente basicamente de minha casa, e vejam, cheguei a sete horas, com a demanda das senhas, demorou, depois, pegaram o prontuário dele, já que somos atendidos na UBS da VIla Missionária, para entrarmos na sala do médico e nem sequer o mesmo examinou o ouvido, deu ao meu filho antibiótico e medicação para dor, que eu como mãe, e química acabo medicando sem passar pelos médicos, fiquei injuriada com a situação.
Então questiono aos governantes que tanto roubam nesse nosso país, qual ou quais as soluções viáveis que dão a saúde pública? Querem que morramos?!!!!!Essa seria a solução viável, para que os senhores roubassem mais? 
Ah. Ainda tem mais no AMA da Vila Missionária, estamos sem raio X pelo que eu saiba desde 3/3/17, quando torci o tornozelo, a médica me atendeu bem, mas já me avisou que eu teria que ir para um hospital, aí fui para a Santa Casa de Santo Amaro, onde coloquei gesso, e fiquei afastada dos meus deveres profissionais e pessoais.
Também citei sobre o IAMSPE, eles têm clínicas conveniadas, porém essas clínicas os médicos só podem passar medicamento, os procedimentos todos ou pelo menos a maioria devem ser realizados no Servidor, onde a gente não consegue marcar nada. 
Espero solução, para ontem, por favor.
Tereza Cristina G Castro.
Mãe, professora e escritora.
São Paulo, 30/5/2017.
Teka Castro
Enviado por Teka Castro em 30/05/2017
Alterado em 30/05/2017
Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
e mail: alegabema@gmail.com