Poesias, assim como crianças são dádivas de Deus.

A alquimia da vida presentes em meus atos.

"Deus tudo perdoa, o homem pode até perdoar. Mas, a mãe Natureza, jamais perdoará o que fizermos."

Textos


O crespúsculo me fez da insônia a poesia
O tempo parou, e a alma em rebeldia.
Nostalgiando o tardar das horas sozinhas.
A vida que silencia na calada de meu quarto.
O retrato observado no espelho.
Um buquê ofertado.
E, vagueiam pensares ao infinito.
Com traços gravitacionais,
Onde uma onda percorre meu corpo, exposto,
Aqui e agora.
O tempo é ilusório.
Talvez um sentimento de incertezas 
E existencialidade.
Na verdade, o tempo ruge 
E, as forças que geram a Física,
Transcendem num pensar ininitéssimo.
Chego a perceber a energia do outro,
Num sopro de vida que me fascina.
Sou menina, não crescida.
Sofrida, amarga, sincera, alegre,
Contrários, opostos, seja o que for,
Facilitam em minh'alma a busca de um amor.
A vivência do aqui agora, na luta de não cair em depressão,
Uma faísca e a Bummmmm!
Explode o coração, a mente e a loucura amiga, em minha vida vem se deleitar.
Componho nos rumos do horizonte e peço paz,
Mas vejo o mundo em sua própria ruína.
Vazia a sorte da criatura homem,
Que degrada, que se alimenta doutro.
O espaço que ocupa fica sua mente a vagar.
Muitas vezes se depara com muros,
Que um louco quer derrubar.
Mas a verdade é que a vida é cheia de contrapartidas, 
Nem sempre hão de se ganhar jogos.
A vida não é uma constante a ser medida.
É algo que transcende as Leis Quânticas.
O homem se revela conquistador de terras,
Mas não conquista o próprio coração.






SP. 19 de maio de 2017.
Tereza Cristina G Castro.
Oferto essa poesia espirito-transcendental a todos os aniversariantes do mês de Maio, em especia: Deonilde de Jesus G Mendes, Padre Marcelo Rossi, Marcelo Moreira, Gedeon, Vera Darci de Biazzi, entre outros. Deus os abençõe. E, em especial: aqueles que lutam por mundo melhor.
Teka Castro
Enviado por Teka Castro em 19/05/2017
Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
e mail: alegabema@gmail.com