Poesias, assim como crianças são dádivas de Deus.

A alquimia da vida presentes em meus atos.

"Deus tudo perdoa, o homem pode até perdoar. Mas, a mãe Natureza, jamais perdoará o que fizermos."

Textos


Domingo de Pentecostes,
A espera de ver o Ressucitado em minha vida,
Em minha família tradicional.
Pedi a Ele para tentar refletir mais no que é anormal.
Vivificar o espírito.
Contemplar as Escrituras, a Fé, respeitar a mim,
Aos demais, 
Procurar a paz em meu ego.
Não nego, que como Pedro, mais que tres vezes a Ele neguei.
Bem sei as consequências.
Não quero viver de aparências,
Quero a paz e deixo a paz aqueles que virão.
O tempo de modificações, porém quero não só a mim edificar, 
Mas todo meu lar.
Nesse dia, numa poesia, chamada Vida, agradecer e bendizer a tudo.
Transformar meu mundo em Vitórias.
Afinal, aqui estou e faço História.
Amém.
Teka Castro
Enviado por Teka Castro em 27/04/2014
Copyright © 2014. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
e mail: alegabema@gmail.com